Você conhece algum dos pais dos seus alunos ou seus próprios alunos que não possui e-mail? Muito provavelmente sua resposta serão “não” ou então “poucos”, não é mesmo? O e-mail foi uma das primeiras ferramentas de comunicação via internet e, apesar do surgimento de diversas plataformas para comunicação on-line, ele ainda é muito útil para sua estratégia de Inbound Marketing.

Você já ouviu falar em e-mail marketing? Pois, no post de hoje te daremos 5 Motivos para usar Email Marketing em sua Escola. Vamos lá?

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma estratégia de Inbound Marketing e uma ferramenta muito poderosa na hora de criar um relacionamento com o seu aluno ou potencial cliente.

Isso porque ele permite nutrir o relacionamento através de conteúdo por e-mail e sua taxa de conversão é 40 vezes maior que as redes sociais como Twitter e Facebook em conjunto, segundo a McKinsey&Company (Marketing de Conteúdo, 2016). Impressionante, não é mesmo?

Esse já é um dos motivos para aderir a utilização dessa ferramenta, mas vamos nos aprofundar um pouco mais nessa questão. Acompanhe!

5 Motivos para usar Email Marketing em sua Escola.

1. Os dados não mentem

Todo mundo usa o e-mail e os dados não mentem. Segundo o site Marketing de Conteúdo, alguns dados sobre o e-mail marketing são interessantes, veja:

Em outras palavras, por todo mundo utilizar o e-mail, é uma ótima ferramenta na hora de atrair potenciais clientes e fidelizar seus alunos atuais.

2. Atendimento e conteúdo personalizado

As campanhas de e-mail marketing trabalham em cima dar buyer personas e do funil de vendas. Sendo assim, é possível criar uma segmentação de e-mails, fornecendo atendimento personalizado e conteúdo relevante para seus alunos e potenciais clientes.

3. Fortalece o relacionamento

Uma forma de conteúdo muito utilizada em e-mail marketing são as newsletters. Este boletim enviado periodicamente para seus alunos e visitantes permite fortalecer o relacionamento, fornecendo informações sobre sua escola, novidades, as ações que vocês tem promovido e tendências no setor. Esse boletim permite manter o seu nome na mente de seus alunos e visitantes, afinal, quem não é visto não é lembrado. E a constância é essencial para criar uma base sólida para o relacionamento de vocês.

4. Gera credibilidade

Ao oferecer conteúdo de qualidade e que realmente é algo que o seu aluno procura – pois você fez uma segmentação da campanha de e-mail marketing, você cria um senso de confiança e credibilidade sobre o nome da sua escola. Eles percebem que o conteúdo é pensado, que o e-mail não é um spam e sim algo que fará diferença para eles.

5. Gera vendas

Ainda segundo o blog Marketing de Conteúdo, é possível aferir que 45% das empresas consideram o aumento da receita de vendas a principal utilidade do e-mail marketing. Isso porque o e-mail fornece uma call-to-action ao final direcionando para uma landing page com material rico ou algum desconto para quem se cadastrar naquele momento. Ao fazer parte do fluxo de nutrição de e-mail da sua escola, o potencial cliente não esquece seu nome e você será o primeiro a lista quando o assunto for escola de idiomas, pois você também não esqueceu dele.

Você já utiliza essa ferramenta? Já tem campanhas de e-mail marketing? Entre em contato e saiba como podemos te auxiliar a criar uma estratégia de e-mail marketing para sua escola!



Em nosso post, “7 motivos para usar Marketing de Conteúdo em sua Escola”, afirmamos que o Inbound Marketing é o “novo marketing” utilizado para atrair alunos em potencial – seus futuros clientes. E, que dentro desta metodologia, temos o Marketing de conteúdo. Neste, sentido, esclarecemos que ambos os conceitos não devem ser confundidos. Porém, um não vive sem o outro, pois a conteúdo funciona como uma isca para atrair seus alunos em potencial.

Ao longo do tempo assistimos a velocidade com que as redes sociais dominaram a internet, tornando o relacionamento entre escolas e potenciais alunos, por exemplo, mais socializador. Neste contexto, o potencial aluno não querem apenas informações institucionais, mas querem um material para leitura que seja relevante. Pensando nisso, no post de hoje vamos abordar a seguinte questão: “Por que gerar conteúdo na internet para alunos em potencial?”. Se quer saber a resposta, continue acompanhando!

A dinâmica da geração de conteúdo na internet

Conforme afirmamos, os alunos querem um material de leitura relevante. Isso significa que não basta apena gerar conteúdo na internet para alunos em potencial, mas é preciso gerar conteúdo de qualidade e que eduque seus possíveis clientes, mostrando seus cursos, aconselhando-o sobre como escolher o melhor e porque são importante para sanar seus problemas e resolver suas dificuldades.

Hoje, não basta apenas vender o seu peixe. Você precisa mostrar que seu curso gera valor agregado para seus alunos em potencial. Sua escola precisa se tornar uma referência em seu segmento, mostrando-se como uma fonte de soluções relacionada à idiomas. Assim, você conseguirá construir uma reputação online e atrair seus alunos em potencial.

Neste cenário, a internet não é apenas uma fonte de navegação, mas uma base de conteúdo essencial para a tomada de decisão dos consumidores.

A importância do Marketing de conteúdo

O Marketing de conteúdo se tornou 90% da estratégia de Inbound Marketing, pois envolve a criação de conteúdo de maneira a atrair visitantes e alunos em potencial e transformá-los em clientes.

Segundo o site Leway, alguns dos motivos para gerar conteúdo, são:

Os consumidores – alunos em potencial – querem socializar e interagir. E esse engajamento ocorre através da criação e distribuição de conteúdo. Esse conteúdo pode vir de diversos tamanhos e formatos, como textos, vídeos, webinars, infográficos, blogposts, dicas, imagens, e-books, entre outros.

Por que gerar conteúdo na internet para Alunos em Potencial

O Marketing de conteúdo parte da premissa de que há alunos por aí afora procurando por um curso que atende suas necessidades. E este aluno em potencial busca por informações de acordo com seus problemas e interesses específicos. Ele quer uma solução e o seu conteúdo pode fornecer isso a ele.

No momento em que o seu aluno em potencial encontra um conteúdo do seu blog mostrando soluções para os seus problemas ou assuntos os quais ele se interessa, é criada uma relação e inicia-se o caminho do Inbound Marketing: atrair, envolver, vender.

O conteúdo é o responsável pela geração de leads – alunos em potencial, que se tornarão clientes, que é o seu objetivo, não é mesmo?

 

Este post foi útil para você? Quer saber como alavancar sua estratégia de vendas com conteúdo? Continue acompanhando nosso blog!

Que as redes sociais invadiram a rotina de todos, não há dúvidas. No Brasil, o cenário de relação com a internet é muito nítido. Tudo é feito pela web e as redes sociais se tornaram ferramentas importantíssimas para empresas e pessoas no geral.

O país segue as tendências que estão espalhadas pelo mundo. Porém, com suas particularidades, buscam as redes com maiores benefícios para o dia a dia dos brasileiros do século XXI.

Hoje, as pessoas não buscam na rede apenas encontrar velhos conhecidos ou comunicar-se com amigos de longe, essas ferramentas são usadas também para o mundo dos negócios.

A partir daí, pode-se notar o interesse de empresas para conquistar o público das redes sociais mais usadas pelos seus clientes. Todo o conteúdo gerado pode se tornar interesse dos profissionais. Assim, da mesma maneira que as redes sociais podem ajudar, também podem destruir sua reputação. É preciso muito cuidado.

No Brasil, os usuários da internet se aglomeram, principalmente, nas redes sociais nas quais a comunicação com o outro possa ser direta. Dessa forma, o Facebook sai na frente. Podemos encontrara também entre as redes sociais mais usadas o WhatsApp, YouTube, Twitter e Instagram.

Facebook

A rede social mais usada no mundo, também, tem seu primeiro lugar garantido no Brasil. Essa ferramenta atinge, aproximadamente, 70% de acessos em todo o Brasil. Com o aplicativo mobile, as pessoas podem ficar conectadas à rede, de forma a compartilhar conteúdos em tempo real.

Criada em 2004, nos Estados Unidos, o conteúdo presente na rede social é facilmente viralizada por suas formas de compartilhamento, conquistando altos níveis de transmissão de conteúdo. É uma ferramenta comumente usada por empresas para aumentar a visualização de seus serviços.

WhatsApp

O aplicativo caiu no gosto de todos, mas não é considerado por todos uma rede social. Isso porque, mesmo conseguindo compartilhar conteúdos para uma rede de amigos, sua transmissão está vinculada a conversas que são criadas com o consenso de ambas as partes.

Seu funcionamento está ligado à troca de mensagens. Estas podem ser por meio de textos, fotos, vídeos, links, áudios. É usado uma ampla rede de multimídias para trocar informações dentro do aplicativo, que se tornou indispensável na vida dos brasileiros.

YouTube

Chegando a quase 30% dos acessos nacionais, o YouTube também divide opiniões sobre sua classificação como rede social. Uma das redes sociais mais usadas no Brasil, ela funciona como uma plataforma para compartilhamento de vídeos.

Assim, as pessoas podem compartilhar grande variedade de vídeos que não sejam protegidos pelo Copyright.

Twitter

Criada em 2006, o Twitter já foi muito mais utilizado no país. Hoje, não é tão mais popular, mas ainda é usado em grande demanda por brasileiros que desejam mandar curtas mensagens ou se expressar de forma objetiva para seus seguidores.

O uso das tags fazem a interação na ferramenta, através delas é possível encontrar diversas fontes do assunto que procura.

Instagram

A rede social de publicação de fotos ganha cada dia mais espaço no Brasil. Uma das redes sociais mais usadas nos smartphones dos brasileiros, o Instagram permite seguir famosos e pessoas comuns, acompanhando seu dia a dia através de imagens, vídeos e pequenas descrições que, também, podem estar acompanhadas pelas tags.

 

Segundo a Rock Content, uma empresa especialista, “Marketing de Conteúdo, é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso”. Essa estratégia se baseia na atração, envolvimento e geração de valor para as pessoas, de modo que você crie uma percepção positiva da sua escola e assim gere mais matrículas.

O Inbound Marketing, ou o “novo marketing”, é uma metodologia que procura atrair os clientes e não interrompê-los. O Marketing de Conteúdo e o Inbound Marketing frequentemente são confundidos, pois apesar de serem conceitos diferentes, um não funciona sem o outro. O conteúdo está intimamente ligado a essa metodologia, pois funciona como uma isca para atrair os potenciais alunos.

Atualmente, com o advento da internet, os consumidores buscam informações através da internet e querem soluções, tutoriais e dicas práticas para seus problemas. Só assim eles irão saber que sua escola tem credibilidade e autoridade no assunto e pensarão em tomar a decisão de fazer a matrícula.

Pensando nessa questão e na necessidade de sua escola captar mais clientes, estabelecemos 7 motivos para usar Marketing de Conteúdo em sua Escola, para que assim você compreenda a sua devida importância. Vamos lá?

  1. Conteúdo é rei

    Provavelmente você já deve ter escutado essa premissa e, apesar de batida, é fundamental. O conteúdo é um dos pilares do mundo moderno. É a maneira como sua escola é vista por todos. É através de seu blog, suas redes sociais e e-mails que você mostra sua visão de mundo, em que você acredita e como pode solucionar os problemas de seus alunos. O consumidor é o foco hoje em dia e o conteúdo mostra como ele pode ganhar se aliando a você.

  2. Estabeleça um relacionamento com seus alunos

    Segundo o Portal Brasil, a média brasileira em mídias sociais é 60% maior do que no resto do mundo. Isso significa que o conteúdo é uma ótima forma de estabelecer um relacionamento com seus alunos e possíveis alunos, e nada melhor do que usar as redes sociais, “propagadoras” de conteúdo para isso.
    Um relacionamento sólido, de credibilidade e confiança, é uma ótima forma de conseguir aumentar o número de matrículas.

  3. Aumente o engajamento com sua escola

    Os consumidores não procuram apenas informações sobre seus cursos, eles querem saber mais além, querem que você os auxilie a resolver obstáculos do dia-a-dia em relação à aprendizagem de um novo idioma e querem ter a certeza de que você tem credibilidade para isso.
    O engajamento por meio do conteúdo é a melhor forma para fazer isso.

  4. O conteúdo se integra a diversas estratégias

    Com conteúdo relevante e de valor, você consegue utiliza-lo em diversas outras estratégias do seu departamento de marketing, tanto on-line como off-line. É possível elaborar planos de captação de alunos com e-books, vídeos, anúncios e utilizar o conteúdo como isca.

  5. Marketing de Conteúdo tem um ótimo custo-benefício

    Esta é uma estratégia barata. Se você quiser trabalhar apenas com a busca orgânica, utilizando palavras-chave de interesse dos seus possíveis alunos, seus custos serão baixíssimos e ainda poderá contabilizar seu retorno através do ROI do Marketing de conteúdo. Quer aumentar as vendas e gastar muito pouco para isso? O Marketing de conteúdo é a resposta.

  6. Mostre autoridade

    Uma escola precisa ser autoridade, e um blog é uma ótima forma de mostrar que você domina o que está ensinando, que tem dicas excelentes e ainda mostrar cases de sucesso de outros alunos. Esse tipo de ação colabora para captação de novos alunos e aumento das matrículas.

  7. Aumente suas vendas

    Uma estratégia de conteúdo bem montada, que pensa na nutrição dos leads em cada etapa da jornada de compra do funil de vendas, com conteúdo relevante e materiais ricos, é capaz de aumentar suas vendas, fazendo chover matrículas na sua escola. O que está esperando para começar?

     

Essas dicas foram úteis para você? Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco e saiba como uma estratégia completa de Inbound Marketing aliada ao Marketing de conteúdo pode te auxiliar!

 

Para quem trabalha como empreendedor digital nos dias de hoje, pode ser um desafio tão grande quanto tornar o negócio digital rentável, acompanhar e se familiarizar com os termos do mundo do marketing.

São muitos termos, sendo que a maior parte deles é composta por terminologias que são oriundas de outros idiomas, como o inglês, por exemplo, fazendo com que confusões acabem surgindo.

Portanto, nas próximas linhas nós vamos ajudar você a conhecer os principais termos que compõem o chamado mundo do marketing, para que você conheça tudo que ele pode oferecer para seu negócio digital.

Vamos conhecer mais!

No que tange às vendas

Primeiramente vamos mostrar os principais termos ligados às vendas, sendo que os principais são os seguintes:

AIDA: acrônimo que tem relação com tudo que envolve um processo de conversão, já que mostra as cinco etapas muito bem definidas, sendo elas as seguintes – Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

Conversão: nada mais é do que a ação que a empresa deseja que o usuário realize. Quando a conversão se dá, significa que o usuário fez a ação desejada: uma compra, assinar um teste ou preencher um formulário, por exemplo.

CRM: é uma sigla do inglês que significa Customer Relationship Management (Gerenciamento de Relacionamento com Clientes).

CRO: sigla do inglês Conversion Rate Optimization (Otimização de Taxa de Conversão), que remonta às estratégias focadas em aumentar o percentual de visitantes que de fato realiza as conversões.

CTA: significa Call to Action (chamada para a ação), sendo muito conhecido, já que representa o conjunto de ações e comandos que são passados para os usuários, levando-os s fazer o que a empresa espera.

E-book: trata-se de um livro digital que normalmente está no formato PDF.

Funil de vendas: uma das ferramentas mais importantes do marketing digital na atualidade, o funil de vendas é a pirâmide invertida que mostra os diferentes estágios onde os potenciais clientes se encontram dentro do processo de venda. É dividido em três partes, o Topo de Funil (ToFu), o Meio de Funil (MoFu) e o Fundo de Funil (BoFu).

Landing page: significa página de aterrissagem, e nada mais é do que a página de entrada de um site ou blog.

Lead: é o potencial cliente que deixou seus dados num formulário de conversão e que demonstrou algum tipo de interesse.

Marketing de conteúdo: é o marketing voltado para atrair pessoas por meio de produção de conteúdo relevante (artigos, vídeos, entrevistas).

Palavra-chave: é a palavra (ou o conjunto de palavras) que tem a capacidade de resumir o tema principal de um artigo, sendo utilizada para melhorar o posicionamento do conteúdo nos sites de buscas.

Squeeze page: é a página totalmente voltada para a captação de e-mails.

Webinar: é o conteúdo colocado no ar no formato de vídeo, sendo que pode ser uma aula, uma palestra, um debate ou outra coisa.

CAC: Custo por Aquisição de Cliente.

CPC: Custo Por Clique.

CPA: Custo Por Aquisição.

Pageviews: visualizações de páginas de um site, sendo algo diferente das visitas, por exemplo.

SEO: Search Engine Optimization (Otimização Para Buscadores) é o conjunto de técnicas e estratégias para melhorar posicionamento de páginas nos mecanismos de buscas.

 

Todo mundo sabe o quanto aprender uma segunda língua é importante para o currículo profissional, para o lado pessoal – se relacionar com diferente pessoas e culturas – e também por questões de saúde – você sabia que uma segunda língua pode aumentar o poder do cérebro, por exemplo? Entretanto, quando estão em busca de um curso, os futuros alunos pesquisam – e muito! – e na maioria das vezes, vão parar nos sites das instituições.

Devido ao advento da internet e do Marketing Digital, é no site que os futuros alunos esperam encontrar todas as informações necessárias para tomarem as suas decisões. Ou até mesmo através de uma newsletter ou e-mail personalizado. É isso que eles esperam e você, como uma escola de idioma, precisa oferecer o que seus consumidores procuram.

Após a visita no site e inscrição em sua lista de e-mails, como será que esses alunos chegam na matrícula? A resposta é: e-mail marketing.

Essa estratégia é responsável pela conversão de futuros alunos em matrículas e sua escola precisa se preparar para isso. Pensando neste desafio, o post de hoje irá explicar como aumentar as matrículas em sua escola usando e-mail marketing. Vamos lá?

O que é o e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma ferramenta muito poderosa para a conversão e uma ótima forma de criar um relacionamento com seus futuros alunos. O motivo? Essa é uma das estratégias de Inbound Marketing, o “novo marketing”, utilizado para encantar, engajar e conquistar novos clientes – no caso, seus alunos.

Segundo uma pesquisa realizada pelo MarketingSherpa, um dos principais objetivos para a utilização do e-mail marketing está relacionada à conversão e aumento de receita de vendas (RESULTADOS DIGITAIS, 2014). Em segundo e terceiro lugar, vem o direcionamento do tráfego do site e entrega de conteúdo relevante.

Como fazer e-mail marketing?

Quando bem feito, uma mailing list é uma excelente vantagem para a sua escola, pois permite entrar em contato com diversos alunos que estão realmente interessados em efetuar a matrícula. Para isso, é preciso montar uma boa estratégia de e-mail marketing.

Uma boa estratégia está ligada à maneira como você entrega seus e-mails. Não basta apenas redigi-los pensando em mostrar seus cursos de idiomas de uma maneira impessoal e estática. Você precisa que o leitor – o futuro aluno – tenha uma ligação emocional ao seu produto/serviço. É necessário demonstrar porque sua escola resolverá algum dos problemas enfrentados por ele no dia-a-dia. Dessa maneira, você desperta o desejo de compra em seu consumidor e o coloca no funil de vendas, incentivando-o à tomada de decisão. É o marketing de conteúdo aliado ao e-mail marketing.

Como aumentar as matrículas em sua escola usando e-mail marketing?

A melhor maneira de aumentar sua conversão – número de matrículas – através do e-mail marketing é segmentar seu público-alvo e fornecer conteúdo personalizado para cada perfil (buyer persona) e para cada estágio do funil.

O funil de vendas tem como objetivo engajar o possível cliente para que ele efetue a compra. Ele representa as etapas pelas quais o seu futuro aluno passa. E, para cada uma dessas etapas, existe uma forma de fazer e-mail marketing.

A melhor maneira de aumentar as matrículas em sua escola usando e-mail marketing é através de campanhas segmentadas para cada perfil e com conteúdo relevante – proveniente do seu blog, mídias sociais, etc. O e-mail marketing precisa estar relacionado aos seus outros canais de comunicação, e oferecer a solução para o problema de seus alunos.

Este post foi útil para você? Como você utiliza o e-mail marketing em sua escola? Compartilhe sua experiência através dos comentários!

 

Para quem busca trabalhar com algo que seja atraente e que permita ganhar dinheiro de verdade, o mercado digital e a internet surgem como as portas para um universo de oportunidades e de possibilidades.

Se tornar um empreendedor digital é das coisas mais interessantes hoje em dia, especialmente porque a internet é mais democrática, e permite que pessoas com pouco dinheiro possam criar um negócio digital.

Mas para se tornar um verdadeiro sucesso como empreendedor digital, você precisa conhecer tudo que há de interessante dentro do marketing digital, e que por conta disto, nós vamos mostrar o que é o marketing de relacionamento, dando dicas sobre seu funcionamento e aplicação. Vamos ver mais!

O que é?

O marketing de relacionamento nada mais é do que o conjunto de ações voltadas para a criação e para a manutenção de um bom relacionamento junto aos clientes de uma empresa.

A intenção clara e manifesta do marketing de relacionamento é a de criar as condições para que uma relação de fidelidade se instaure entre os clientes e a empresa, gerando benefícios mútuos.

Por meio das ações do marketing de relacionamento é possível fazer com que clientes se tornem verdadeiros fãs de uma empresa e dos produtos e serviços oferecidos por ela.

Com isto, cada vez mais pessoas começam a se tornar não apenas clientes/fãs de marcas, mas elas começam a se engajar, fazendo publicidade indireta, atraindo mais clientes para a empresa por meio de indicações, por exemplo.

Como fazer?

Pois se você tem uma empresa dentro do mercado digital e ainda não sabe como implementar o marketing de relacionamento, preste muita atenção às próximas linhas, pois nelas vamos mostrar como fazer para aplicá-lo em seu negócio digital.

Como o marketing de relacionamento necessita da cultura de fidelização junto aos clientes e colaboradores, para que você possa colocá-lo em prática na sua empresa digital, será mais do que apropriado que você crie um sistema de atendimento capaz de cativar clientes.

Além da venda de produtos, que será consequência deste processo de fidelização, você terá a continuidade e a extensão da relação entre sua empresa e seus clientes.

Redes sociais

Ter uma fan page no Facebook será muito importante para garantir que o bom relacionamento entre sua empresa e seus clientes comece a gerar resultados positivos importantes.

Por meio da fan page será possível fazer com que seus clientes possam compartilhar conteúdos publicados, curtir e o principal: fazer comentários positivos sobre seus produtos e serviços.

Em resumo, para que o marketing de relacionamento seja realmente eficiente e gere sempre os melhores resultados, você precisa garantir que haja qualidade de serviços e de produtos.

Promoções pontuais e pesquisas e enquetes deverá ser feitas com regularidade, para gerar engajamento e para mostrar que sua empresa realmente se importa com seus clientes.

Com isto, seu marketing de relacionamento passará a dar resultados rapidamente, atraindo mais clientes e gerando uma imagem positiva dentro do mercado.

O e-mail marketing será outra ferramenta importante para que você tenha um bom marketing de relacionamento também, já que a comunicação poderá ser feita por meio destes e-mails.

Para quem trabalha na internet e tenta tocar seu negócio digital da melhor maneira possível, conhecer os principais métodos de marketing e estratégias da atualidade é mais do que fundamental para o sucesso.

Estratégias de marketing existem aos montes atualmente, mas apenas algumas conseguem realmente entregar resultados mais rapidamente e de maneira mais agressiva.

Seguindo esta linha nós vamos apresentar o marketing de guerrilha, para que você possa aplicar técnicas e estratégias mais intensas, buscando sempre a obtenção dos melhores resultados. Vamos ver mais!

O que é?

Se você ainda não conhecia, o marketing de guerrilha nada mais é do que o conjunto de ações de marketing pouco convencionais que são rápidas e que têm a capacidade de chocar o público, gerando impacto imediato.

Por ser um tipo de ação que gera impacto profundo nas pessoas, o marketing de guerrilha tem sido amplamente utilizado nos dias de hoje, especialmente por conta dos resultados quase que imediatos que são por ele gerados.

O termo foi cunhado pelo estadunidense Jay Conrad Levinson, que é, por conta disto, considerado por muitos especialistas no assunto como sendo o verdadeiro “pai do marketing de guerrilha”.

Ele surgiu na década de 1970, dentro de um cenário de grande desconfiança por parte do público em relação ao que era ofertado pelas marcas e pelas empresas, e ganhou este nome por conta da Guerra do Vietnã (1959-1975), na qual a guerrilha era praticada pelos vietnamitas contra o exército dos Estados Unidos.

Ele é feito de modo que muitas ferramentas sejam utilizadas de maneira mais dinâmica, com seus recursos sendo redirecionados de acordo com as condições de tempo e de espaço, adaptando tudo à realidade apresentada.

Tudo é pensado de maneira a que se entenda exatamente o que o anunciante deseja e também de modo a atender o que os recursos oferecem de possibilidades, ou seja, é uma estratégia que realmente pode ser utilizada por qualquer empresa em qualquer condição.

Perfeito para a internet

Pois se você possui uma empresa digital e ainda está em dúvida se pode utilizar o marketing de guerrilha e se ele é realmente o mais indicado para seu negócio online, você precisa saber que ele é simplesmente perfeito para a internet.

Por conta de seu dinamismo que busca se adequar a praticamente todas as situações possíveis e inimagináveis, o marketing de guerrilha pode simplesmente ser o mais indicado para alavancar seu negócio digital.

Independentemente do que você deseja para suas estratégias de marketing, ele poderá ser utilizado e ajustado de modo a tornar suas ações muito mais impactantes e muito mais agressivas.

Os recursos poderão ser redirecionados e redimensionados de maneira a extrair o que há de melhor das campanhas e dos produtos promovidos por elas.

Portanto, é praticamente certo que você deverá optar pelo marketing de guerrilha para tornar seu negócio digital mais ágil e mais rentável, usando recursos de maneira inteligente e dinâmica, sendo que a melhor notícia de todas é que mesmo que seus recursos sejam escassos, você não terá dificuldades com uma estratégia de marketing de guerrilha.

E-mail marketing é uma poderosa ferramenta de divulgação, já que através do marketing digital, essa ferramenta consegue fazer com que você estabeleça uma relação com seu público e que mantenha sua marca sendo sempre lembrada por todos. Aqui, sua tarefa é fazer com que as pessoas lembrem-se de você, e dessa forma você consiga atrair novos clientes.

Pequenas empresas precisam justamente disso, fixar sua marca no mercado para que sejam sempre lembradas e para que isso atraia novos clientes. É dessa forma, se tornando uma referência no mercado, que uma pequena empresa começa a crescer e pode até mesmo se tornar uma grande corporação.

Para que você, dono de uma pequena empresa, também utilize essa ferramenta do e-mail marketing a seu favor, separei aqui cinco dicas de e-mail marketing para pequenas empresas. Confira a seguir!

Dica #1: Trabalhe dentro das regras

Dentro do mundo do e-mail marketing existem diversas regras a serem seguidas para que seu e-mail não fique pelo caminho e realmente chegue ao destinatário. Certas palavras ou expressões costumam fazer com que os e-mails acabem se tornando classificados como spam, e você não quer isso!

Para divulgar sua marca, você precisa ter seu e-mail na caixa de entrada de todos e não no spam, portanto, trabalhar dentro das regras é fundamental para que isso aconteça e suas campanhas sejam um sucesso.

Dica #2: Prenda a atenção do leitor

Nem todo mundo lê os e-mails de campanhas até o fim, mas para que você tenha sucesso você tem que conseguir fazer com que todo mundo leia todo o seu e-mail. Mas, isso só pode ser feito de uma maneira, você precisa conseguir prender a atenção do leitor desde a primeira linha, somente assim ele vai querer ler todos os seus e-mails até a última palavra.

Dica #3: Desenvolva seu público

Campanhas de e-mail marketing são um processo, você precisa saber como conquistar seu público para fazer com que ele se sensibilize com o que está oferecendo para ele.

Portanto, é importante que você saiba desenvolver esses sentimentos através dos seus e-mails e crie uma relação de confiança com o seu público.

Dica #4: Seja breve

Ninguém tem muito tempo a perder hoje em dia, muito menos quando se trata de ler um e-mail de uma campanha de e-mail marketing, então além de você ter a tarefa de prender a atenção do leitor do início ao fim, você também precisa ser breve.

Se alongar demais vai fazer com que essa atenção se perca no caminho e que ele não chegue até o fim.

Dica #5: Mantenha a comunicação sempre ativa

Como já disse, o e-mail marketing é um processo, aqui você está querendo fixar uma marca na cabeça das pessoas e atrair clientes, mas isso só é possível se você realmente mantiver sua comunicação com eles sempre ativa, ou seja, você precisa manter certa periodicidade em suas campanhas, para que sua marca seja sempre lembrada por todo o seu público e gere empatia e confiança!

Se você tem uma pequena empresa nos dias de hoje, com toda a certeza você precisa aprender formas interessantes para deixá-la mais atraente e capaz de gerar os lucros tão desejados.

Portanto, é evidente que você precisa conhecer o marketing digital para pequenas empresas, que poderá ser peça decisiva para garantir que seu negócio digital seja ainda mais rentável. Com isto você poderá se consolidar no mercado.

Estude e pesquise muito sobre o nicho que deseja atuar

Uma coisa que você não poderá deixar de fazer será pesquisar e estudar muito o mercado digital e, especialmente, o seu nicho de atuação, para conseguir melhorar suas campanhas e a sua comunicação.

Tenha planejamento de marketing

Para trabalhar com chances de sucesso dentro do marketing digital você precisará ter um planejamento de marketing que lhe mostre quem são seus competidores e também como se comporta o seu público.

Esteja presente na web

Para fazer com que o marketing digital de fato lhe renda frutos, você precisa procurar se fazer presente na web, por meio da criação de uma página na internet, de uma fan page no Facebook, entre outras coisas.

Procure se consolidar no mercado potencial

Sua pequena empresa terá mais chances de crescer e de render lucros se você procurar consolidá-la dentro do mercado potencial de sua cidade ou região, por exemplo. E para fazer isto, você deverá procurar parcerias estratégicas com outras páginas.

Não venda somente produtos

Uma marca de uma pequena empresa que deseja crescer precisa procurar vender não apenas produtos, mas também serviços. E para isto, ela necessita aprimorar seu atendimento, entre outras coisas.

Faça cálculos do retorno de suas ações

O marketing digital traz uma grande vantagem para donos de pequenas empresas: ele permite que cálculos do retorno de suas ações sejam feitos, para que você possa, entre outras coisas redirecionar investimentos.

Não deixe de aprender sempre

Estudar é algo primordial e essencial para quem deseja fazer com que uma pequena empresa cresça no mercado atual. Portanto, com base nisto, você não pode deixar de buscar aprender sempre! Busque informações e ensinamentos com os mestres do assunto.

Invista em ferramentas importantes

E-mail marketing, por exemplo, é uma das ferramentas importantes nas quais você deve investir para, entre outras coisas, melhorar a comunicação junto ao seu público-alvo. Procure ferramentas baratas e eficientes.

Aposte em vídeos

Ter vídeos para promover seus serviços e produtos será fundamental, já que por meio desta ferramenta será possível, entre outras coisas, se aproximar ainda mais de seu público-alvo. Por meio de vídeos é possível fazer com que tutoriais explicativos sejam compartilhados, fazer com que as pessoas conheçam sua marca.

Coloque chat em sua página oficial

E por fim, para melhorar sua comunicação, deixando-a mais dinâmica e eficiente, além de dar mais proximidade também, coloque um chat em sua página oficial, fazendo com que as dúvidas dos clientes sejam esclarecidas em tempo real e dando uma sensação de maior cuidado da parte de sua pequena empresa para com seus clientes.

Notícias sobre Tecnologia e Negócios

Cadastre-se para receber no seu email diariamente
AX Cursos e Treinamentos Eireli
CNPJ 26.628.148/0001-69
×

Atendimento Online

× Online